segunda-feira, 20 de julho de 2009

Tudo muito simples

Hoje eu queria tudo assim,
tudo muito simples.

Queria redesenhar nosso traço,
consertando os desvios,
apagando os borrões desvairados.

Hoje eu queria um traço simples,
um poema monocromático,
apenas voz e violão, um solo de violino,
numa frase muito bem sentida.

Tudo muito simples.
Hoje eu queria tudo assim.

2 comentários:

Kuriozza disse...

Agora sim, tudo ok com os comentários!


Bjs!!!

Pétala disse...

Até que enfim, kkkkk....eu estava impedindo os comentários sem saber!

Beijos e pétalas.